Notas

Nota da Intersindical em defesa dos presos políticos da Greve Geral

Dia 28 de abril último, três ativistas do MTST foram presos sem que fosse apresentada qualquer prova contra eles. Juraci Alves dos Santos, Luciano Antonio Firmino e Ricardo Rodrigues dos Santos estão na carceragem do 63o DP até hoje, mantido presos sem nada comprovado, “em nome da ordem pública”, segundo a juíza Marcela Fillus Coelho, sem qualquer base a não ser o “relato” dos policiais militares.

Nota de solidariedade internacional contra o ataque dos EUA à Síria

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, manifesta seu veemente repúdio e desprezo pela ação terrorista promovida por Donald Trump na última quinta-feira (06 de abril), ao lançar mais de 50 mísseis sobre a Síria. Trump, que no decurso do processo eleitoral assumiu o compromisso perante o povo de seu país de não fazer mais guerra, demonstra mais uma vez ao mundo que os EUA segue estruturando sua política a partir da violência e das violações contra a soberania dos povos e o direito a autodeterminação.

Não à criminalização da política e das lutas sociais

Não à criminalização da política e das lutas sociais

O povo brasileiro experimenta as consequências de um golpe articulado para destruir os direitos estabelecidos na Constituição Federal, na CLT e demais estatutos, encarados pelas frações do capital como barreiras à manutenção e ampliação das altas taxas de lucro.

Dia 28 de abril vamos parar o Brasil! | INTERSINDICAL

Dia 28 de abril vamos parar o Brasil!

Reunidos na tarde desta segunda-feira (27), na sede nacional da União Geral dos Trabalhadores (UGT), em São Paulo, os presidentes das centrais sindicais, dirigentes sindicais analisaram a grave situação política, social e econômica que o país atravessa e decidiram que:

Todo apoio à atuação da ALJT contra a precarização

As Centrais Sindicais brasileiras acompanham, com grande interesse e respeito, a atuação da Associação Latino-americana de Juízes do Trabalho (ALJT), entidade que tem se destacado na luta contra a precarização do trabalho no Brasil.

Apesar dos golpistas, um 8 de Março vitorioso

A vitória do acampamento no escritório da presidência ilegítima realizado pelo MTST e a grande manifestação unitária do 8 de março na capital paulista, além de outras cidades, marcaram um tento fundamental na resistência à agenda de desmonte em curso no país.

Nota da Intersindical contra a demissão ilegal do presidente do SINDEC

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora repudia com veemência a demissão arbitrária do presidente do SINDEC (Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais do Estado do Ceará), Bee Mesquita, pelo Instituto Cuca, dois dias após os trabalhadores e trabalhadoras da cultura consolidarem a fundação de seu sindicato, no último dia 30 de janeiro.

A Intersindical lamenta o falecimento da ex-Primeira Dama, Dona Marisa Letícia

A Intersindical lamenta o falecimento da ex-Primeira Dama, Dona Marisa Letícia

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora lamenta a morte da ex-Primeira Dama, Dona Marisa Letícia, filha de imigrantes, mulher, operária, companheira. Diante de sua passagem, nos solidarizamos com a dor da família e amigos, a quem desejamos força, conforto e paz. A solidariedade da classe trabalhadora para com os seus é um princípio.

Terceirização fraudulenta: STF e a legalização da fraude

Após várias decisões do STF prejudiciais à classe trabalhadora, a mais alta corte marcou para o próximo dia 09/11 o julgamento de Recurso Extraordinário 958.252 que questiona a limitação da terceirização nas chamadas atividades-meio. A decisão do Supremo terá repercussão geral, ou seja, pode liberar a terceirização para todas as atividades e provocar enorme impulso da contratação precarizada. A terceirização é fundamental para baratear custos e aumentar lucros através da redução dos salários e direitos trabalhistas e sociais, permitindo ao capitalista se apropriar de uma parcela maior da renda do trabalho.

Greve Geral para barrar o desmonte do serviço público e a retirada de direitos

Alçado ao comando do país por meio de um golpe, perpetrado pelo grande capital e suas conexões na mídia, em setores do judiciário, no congresso e nos centros do império, Temer se esforça para mostrar aos donos do dinheiro e do poder de que é capaz de entregar tudo o que prometeu para se viabilizar como “presidente da república”. Por isso, o Fora Temer é uma necessidade que a cada dia vai sendo sentida por amplas camadas da sociedade

Nenhum golpe nos calará!

Nota das Mulheres da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora O que vivenciamos nos últimos meses foi um golpe de

Nota da Secretaria Geral

Em defesa da democracia e dos direitos da classe trabalhadora Não precisa ser apoiador do governo Dilma ou petista para

Mário Pereira, PRESENTE!

Perdemos um grande companheiro. Mario Pereira, dirigente da Assufrgs, faleceu ontem. Muita força à sua família neste momento de dor

Deputados aprovam MP 665

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora Centrais preparam paralisação do país, rumo à greve geral. Mais uma vez a Câmara

Skip to content