Trabalhadores decidem pelo Fora Bolsonaro!

Compartilhe

Trabalhadoras e trabalhadores do ramo químico e farmacêutico da regional Campinas e Osasco decidiram pelo Fora Bolsonaro e o bolsonarismo. O Encontro, que aconteceu neste domingo, dia 26, no Cefol Campinas, reuniu todos e todas para discutir sobre as eleições desse ano e o que a classe trabalhadora pode fazer nesse momento.

Ninguém aguenta mais o custo de vida altíssimo, a fome, o desemprego assolando a população, a retirada dos nossos direitos e a volta da inflação sem desenvolvimento econômico. São 116,8 milhões de brasileiros que não têm acesso pleno e permanente à comida e a intenção de consumo em 2021 foi a menor da história. O meio ambiente pede socorro junto de seus povos originários com as florestas em chama e com o desmatamento, além, do agronegócio que explora e envenena a terra.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

“Esse governo só defende patrões, por isso, agora é a hora de tirar o Bolsonaro. Nós queremos um País com mais amor”, disse Alana da Silva. Ferreira, dirigente da Regional Osasco. “Agora á é a nossa oportunidade de mudar e derrotar o ódio que está colocado agora na presidência do Brasil. O bem tem que prevalecer e vamos unidos lutar por nossos direitos, democracia e vida!”, acrescentou Nildo da Silva, dirigente da Regional Campinas.

Para os trabalhadores presentes no Encontro, não é possível a classe trabalhadora votar em um governo que retira direitos, articula reformas para enfraquecer o povo e seus direitos, ataca constantemente a vida da população, que tem uma política de morte contra as pessoas LGBTQI+, negras e negros, as mulheres, indígenas e os pobres. Entendemos que a solução está na revogação de todas as reformas que atacam nossos direitos. Por isso, nós defendemos a única chapa capaz de derrotar o Bolsonaro e o bolsonarismo: eleger Lula para presidente e deputados estaduais, federais, senadores e governador que defendem a classe trabalhadora em outubro.

“O Químicos Unificados fará a sua parte e manterá a luta e a defesa pelos direitos dos trabalhadores como sempre fez, no apoio de comitês e organizando as pessoas para sociedade com direito a atendimento médico, defensoria pública, fortalecendo conselhos tutelares, enfim, pela cidadania a que todos têm direito”, finalizou Nilza Pereira, dirigente da Regional Osasco e secretária-geral da Intersindical Central da Classe trabalhadora.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Lula em Diadema, melhores momentos
Lula em Diadema, melhores momentos
Intersindical participa do 9 de JULHO: DIA DA LUTA OPERÁRIA
Intersindical participa do 9 de JULHO: DIA DA LUTA OPERÁRIA
Abertura de Agências Bancárias aos Sábados e Domingos - Intersindical participa da audiência
Abertura de Agências Bancárias aos Sábados e Domingos - Intersindical participa da audiência
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Skip to content