intersindical
Entrar
no grupo

‘Encerramos as eleições com o maior número de votos da história’

Imagem:
Compartilhe:

Alexandre de Moraes, afirmou que as eleições de 2022 teve o maior número de votos em candidatos da história do Brasil

Em coletiva de imprensa na noite de domingo (30), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, afirmou que as eleições de 2022 teve o maior número de votos em candidatos da história do Brasil. Foram mais de 124,2 milhões de votos, sendo 75,86% votos válidos entre Lula e Bolsonaro.

“Uma eleição extremamente polarizada. Que demonstrou nessa polarização o aumento do número de votos em candidato com uma diferença de 2,1 milhões de votos. Mas o mais importante de tudo: tanto no primeiro quanto no segundo turno nós tivemos uma eleição pacífica, tranquila e com segurança”, afirmou o presidente do TSE.

Segundo o ministro, diferente das eleições anteriores, em 2022 houve uma diminuição da abstenção do segundo turno em relação ao primeiro turno das eleições. No primeiro turno a abstenção foi de 20,95% e no segundo turno foi de 20,56%.

Moraes lembrou que neste segundo turno não houveram problemas com filas e as ocorrências foram menores que no primeiro turno. “Com isso, essa etapa importantíssima das eleições de 2022 se encerra com a vitória da democracia”, frisou.

O ministro agradeceu ainda o trabalho dos servidores da Justiça Eleitoral e reforçou a importância das urnas eletrônicas. “Espero que a partir desta eleição finalmente sessem as agressões ao Sistema Eleitoral, sessem os discursos fantasiosos, as notícias fraudulentas e criminosas contra as urnas eletrônicas”, disse Moraes.

O presidente do TSE acrescentou que o povo brasileiro novamente atestou a credibilidade das urnas eletrônicas. “[Os eleitores] Vieram votar porque confiam no Sistema Eleitoral brasileiro, confiam nas urnas eletrônicas e confiam na Justiça Eleitoral”, finalizou.

Operação da PRF no Nordeste

Moraes alerta ainda que não houve aumento da abstenção no Nordeste. Com a operação ilegal da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de realizar blitz em diversas estradas da Região para atrasar os eleitores a chegarem aos locais de votação, levantou-se a preocupação do aumento da abstenção no Nordeste.

“A abstenção, que no Nordeste já é menor que a média Nacional, no primeiro turno foi de 19,53% e agora no segundo turno foi de 19,29%. Ou seja, uma diminuição da abstenção”, explicou o ministro. Ele acrescentou ainda que três estados tiveram maior concentração das operações da PRF e mesmo assim tiveram menor abstenção do que no primeiro turno.

FONTE: Reconta Aí

Acha esse conteúdo importante? Entre em nosso grupo de WhatsApp ou inscreva-se para receber nossa Newsletter

Comente esta publicação

Acompanhar a discussão
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora | 2014-2024. Sede Nacional: Rua Riachuelo, 122 - CEP: 01007-000 | Praça da Sé - São Paulo - SP | Fone: +55 11 3105-5510 | E-mail: [email protected] Sindicatos e movimentos sociais. Permitida a reprodução dos conteúdos do site, desde que citada a fonte. Esse site é protegido por reCAPTCHA. Políticas de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam
intersindical

Cadastre-se

Receba novidades em seu e-mail. Sem spams.
Pular para o conteúdo