Entrar

Meios de produção coletivos e trabalho solidário partilhado

Imagem: Comunicação da Intersindical
Compartilhe:

Como alternativa ao trabalho assalariado e a propriedade privada na figura do dono ou patrão, o 3º Congresso da Intersindical aprovou o aprofundamento do debate da economia solidária e da agroecologia em suas bases e o estímulo a estas iniciativas nos sindicatos filiados.

Será preciso também cobrar políticas e investimentos públicos e construir uma alternativa ao agronegócio como parte da luta.

Acha esse conteúdo importante? Entre em nosso grupo de WhatsApp

“Vamos ter que fazer a reversão desse processo patrão empregado, explorador e explorado, recolocando a economia solidária e a agroecologia para organizar territórios, periferias e disputar contra o agronegócio” disse Arlei Medeiros, da Rede Livres e dos Químicos Unificados.

Arlei Medeiros, da Rede Livres e dos Químicos Unificados.

Arlei destacou que “é um desafio para todos os sindicatos se jogar nesse processo. Nos Químicos Unificados nós estamos montando a cadeia completa do produtor ao consumidor final, um sucesso no sentido do socialismo auto gestionário a partir de cooperativas. Que cada sindicato incorpore esse debate em sua categoria. Já estamos na vanguarda disso”.

Acha esse conteúdo importante? Entre em nosso grupo de WhatsApp ou inscreva-se para receber nossa Newsletter

Comente esta publicação

Acompanhar a discussão
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora | 2014-2024. Sede Nacional: Rua Riachuelo, 122 - CEP: 01007-000 | Praça da Sé - São Paulo - SP | Fone: +55 11 3105-5510 | E-mail: [email protected] Sindicatos e movimentos sociais. Permitida a reprodução dos conteúdos do site, desde que citada a fonte. Esse site é protegido por reCAPTCHA. Políticas de Privacidade e Termos de Serviço se aplicam
Pular para o conteúdo