Notícias

Nota de solidariedade a Cuba

A Intersindical manifesta seu apoio ao povo cubano e seu governo na luta contra as tentativas de desestabilização política e

A Butanvac e o cinismo de Doria

O Instituto Butantan anunciou hoje o início dos procedimentos para testagem e desenvolvimento da vacina 100% nacional contra a Covid.

Lockdown da Classe Trabalhadora

Ampla mobilização nacional em defesa do lockdown com auxílio emergencial de 600 reais, vacinação e o fim do governo de

reestruturação do banco do brasil

O que é a “reestruturação” do Banco do Brasil?

A Diretoria do Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira, 11, uma proposta de “reestruturação” da instituição que prevê o fechamento de agências, um programa de demissões voluntárias e a extinção de funções. Saiba o que realmente está em jogo na “reestruturação” do BB.

O toque de Midas do Banco do Brasil

Boa parte do noticiário da grande mídia apresentou com entusiasmo a reestruturação do Banco do Brasil, transformando em números o impacto destas mudanças.

Repúdio à demissão de Áureo Cisneiros

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora, através de sua Direção Nacional, manifesta veemente repúdio à decisão do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, que, de forma arbitrária, exonerou, no último dia 5 de janeiro, o servidor público, comissário da Polícia Civil, Áureo Cisneiros Luna Filho, ex-presidente e atual diretor de imprensa do SINPOL-PE.

Luta por Trabalho em Manaus

É preciso constituir fila única para leitos, auxílio emergencial estadual, política de assistência social e contrapartida para pequenos e médios comerciantes que garanta a vida e os empregos.

Os R$ 600 e a brecha em meio ao pesadelo

Ao propor o corte do Auxílio Emergencial pela metade, Bolsonaro abre à esquerda uma chance preciosa de mobilização e educação política. As eleições municipais podem ampliá-la. Mas nada garante, no momento, que será aproveitada.

Senado aprova venda de terras para estrangeiros

O Senado autoriza a venda e o arrendamento de até 25% de área de municípios a empresas estrangeiras. O PL 2.963/2019 de autoria do senador Irajá (PSD-TO), foi aprovado nesta terça-feira (15/12/2020) e teve parecer favorável do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), com emendas, e segue agora para votação na Câmara dos Deputados.

Reforma Administrativa: O QUE ESTÁ EM JOGO?

O Ministério da Economia apresentou em setembro deste ano a Proposta de Emenda Constitucional n° 32/20 – Reforma Administrativa – que prevê um conjunto de medidas com vistas a reduzir o tamanho da estrutura administrativa brasileira. Paulo Guedes trabalha no sentido de amputar partes vitais do setor público, ao fazer isso, atenta contra a própria existência do Estado.

salário mínimo 2021

Mínimo pode ser de 1.087,85 em 2021

Se o número se confirmar, o piso salarial passaria de R$ 1.045 para R$ 1.087,85 em 2021. Em abril, o governo estimou no PLDO (Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias) que o piso salarial em 2021 seria de R$ 1.079, devido à projeção de 3,29% para o INPC à época.

O Auxílio Emergencial deve continuar

No Brasil, por exemplo, o Auxílio Emergencial de R$ 600,00 protegeu a renda de quase 70 milhões de pessoas e as medidas de proteção dos empregos atingiram quase 10 milhões de trabalhadores.

As pressões sobre o emprego

Aumentarão nos próximos meses e ao longo de 2021 as pressões sobre o emprego. As frágeis respostas da economia brasileira mobilizarão uma dinâmica de aumento do desemprego, do desalento e da precarização.

decreto 10530 SUS bolsonaro guedes

Decreto de Bolsonaro ataca o SUS e as unidades básicas de saúde

O Governo Bolsonaro aprofunda os ataques ao Sistema Único de Saúde. Nesta semana foi publicado o Decreto 10.530 que prevê a privatização de unidades básicas de saúde e a retirada do poder de decisão dos órgãos do SUS e do próprio Ministério da Saúde, transferindo essa política para as mãos de Guedes no Ministério da Economia.

Centrais lançam campanha nacional pelos R$ 600

Centrais lançam campanha nacional pelos R$ 600

O auxílio emergencial de R$ 600,00 garantiu o consumo básico de mais de 60 milhões de brasileiros e brasileiras, ajudou 66 milhões de informais, fomentou a atividade nas empresas e protegeu milhões de empregos.

Conferência Internacional FORA BOLSONARO

Conferência Internacional FORA BOLSONARO atrai mais de 26 mil pessoas

Em defesa da vida a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, FSM, FUTAC, CNTTL, UIS -Transporte e outras entidades realizaram a CONFERÊNCIA INTERNACIONAL FORA BOLSONARO. O evento, dia 7 de setembro de 2020, foi organizado por videoconferência, com a participação de 21 convidados de 15 países das três Américas e da Europa.

Pesquisa UNB/FETQUIM/CUT/Intersindical: 5ª turma com mais folgas diminui os desgastes físicos e psicológicos dos trabalhadores em turnos

Pesquisa inédita realizada pela UNB/FETQUIM/CUT/Intersindical sobre trabalho em turnos demonstra que frente ao desgaste físico e psicológico das jornadas de turnos um número maior de folgas e escalas em 5 turnos é capaz de diminuir problemas de saúde físicos e mentais dos trabalhadores, especialmente daqueles que trabalham na produção de produtos químicos de alto risco ou periculosidade.

encontro sindical

I Encontro Sindical e Popular para enraizar Psol nas lutas e nas ruas

O I Encontro Nacional Sindical e Popular do PSOL, realizado por videoconferência, dia 15 de agosto de 2020, foi organizado para debater a conjuntura política/trabalhista/social, organizar nossas lutas prioritárias e como podemos protagonizar as lutas e enraizar ainda mais o partido nos movimentos e nas ruas.

Nota de apoio e solidariedade ao SindSaúde/SC

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora se coloca ao lado do SindSaúde/SC e das trabalhadoras e trabalhadores da saúde que estão há meses numa luta dura por valorização profissional e melhores condições de trabalho.

dependentes de profissionais de saúde

Bolsonaro veta indenização aos dependentes do profissional de saúde morto ou que ficaram incapacitados por causa da Covid-19

A edição desta terça-feira (4) do Diário Oficial da União – DOU traz mais uma “pérola” do Governo Bolsonaro. Como se não bastasse o descaso com o enfrentamento da pandemia de Covid-19 e com a vida da população brasileira, o governo federal vetou até mesmo o direito à indenização para dependentes de profissionais de saúde que venham a óbito ou fiquem incapacitados em decorrência do vírus.

Porque somos contra o retorno das aulas presenciais

É simplesmente absurda a projeção, feita por diversos governadores estaduais, de datas para o retorno das aulas nas escolas públicas e privadas – nesse caso, sob a pressão de donos de escolas, ávidos para manter o pagamento de mensalidades escolares, via de regra exorbitantes, em dia.

Skip to content